Obrigado Levado ao(s) Extremo(s)

Hoje, dia 4 de maio, chega ao fim o Gap Year Levado ao(s) Extremo(s). 3 continentes, 22 países, 20 lugares património Mundial da UNESCO e muitas aventuras depois, estamos de regresso a Portugal, o nosso país preferido.

Ajudar crianças, andar à boleia, viver no deserto, passar o Natal com uma família desconhecida, tomar banho no Oceano Índico, viver sem água canalizada e eletricidade, fazer couchsurfing, conhecer pessoas com histórias de vida inspiradoras, dormir no chão, andar num chapa com 25 pessoas, comer com as mãos, cozinhar, tomar banho ao balde, cozer e lavar roupa à mão, foram algumas das experiências únicas que vivemos ao longo desta viagem.

Na última etapa encetámos um inesperado e alucinante périplo pela Europa, onde chegámos mesmo a acordar num país, almoçar noutro e ir dormir ao seguinte, a um ritmo cansativo, mas obviamente entusiasmante!

Terminada toda esta jornada é hora de fazer um balanço final. Voltamos pessoas diferentes. Mudámos a nossa maneira de ver o Mundo e sentimo-nos mais maduros.

Passámos fome. No presente, valorizamos mais a comida e deixámos de ser “esquisitinhos”.

Estivemos em países inseguros. No presente, valorizamos a segurança.

Andámos em chapas. No presente, valorizamos os nossos transportes públicos.

Estivemos longe da família. No presente, valorizamos mais os nossos ente queridos.

Vivemos sem água canalizada. No presente, valorizamos o “abrir uma torneira”.

Sofremos com a humidade desgastante e as elevadas amplitudes térmicas. No presente, valorizamos o nosso clima.

 *

Depois do contacto com pessoas, culturas e conceitos de felicidade tão diferentes, precisamos de menos para sermos felizes. Acabamos por relativizar os problemas, porque, afinal, estamos no paraíso!

Depois de termos vivido a experiência da nossa vida, não podemos deixar de agradecer à Fundação Lapa do Lobo, que financiou e apoiou este projeto incondicionalmente!

Devemos também um agradecimento especial a todos os seguidores da nossa viagem. Muito obrigado por todos os comentários e palavras de apoio! Sem vós teria sido muito mais difícil superar os maus momentos e esperamos que também vocês tenham gostado de viajar connosco.

UM ETERNO OBRIGADO! Até à próxima aventura!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Balanço Gap Year Levado ao(s) Extremo(s)

Fantástica. É a palavra que eu escolho para descrever a aventura estrosférica que estou a viver.

Tudo começou à sensivelmente três meses, quando eu e dois amigos partimos para aquele que seria o maior desafio das nossas vidas: 1 mês a viajar pela Europa e 5 meses a viajar por África. Já passámos por países como Espanha, Gibraltar, Marrocos e África do Sul e, em todos eles, tivemos experiências inolvidáveis. Cozer a minha própria roupa, lavá-la à mão, comer sem talheres, andar à boleia, andar de camelo no deserto passar o Natal com uma família desconhecida são alguns dos muitos exemplos que tenho para dar.

Neste momento, estamos em Moçambique naquele que, para mim, é o ponto mais marcante de todo o périplo: o voluntariado. Ajudar os outros (neste caso, crianças órfãs) é algo mágico. Existe uma partilha de conhecimentos e experiências que nos fazem ver o mundo com outros olhos; torna-nos pessoas melhores. O simples facto de constatarmos que eles necessitam de tão pouco para estrem felizes contagia-nos, fazendo com passemos a designar determinados bens como supérfluos ou “coisa de ocidental”.

O “berço da humanidade”, nome pelo qual é conhecido o continente africano, não tem parado de me surpreender e tenho a certeza que, até ao fim da viagem, muito mais está para vir…

Vejam as nossas fotos, vídeos e relatos em www.levadosaoextremo.tk e www.facebook.com/gapyearlevadoaosextremos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA